Budget de RH: 7 dicas infalíveis para você estar bem organizado

Budget de RH: 7 dicas infalíveis para você estar bem organizado

Você é organizado com seu budget de RH?

Por muito tempo, o setor de RH foi visto como uma área meramente operacional e burocrática. Hoje, porém, esse departamento representa papel fundamental no crescimento e sucesso de qualquer negócio. Para que isso aconteça, é necessário planejar um orçamento de RH eficiente.

Não é à toa que o setor de recursos humanos conta com uma base de gastos, já que é uma área que lida com muita rotatividade e investimentos. Como exemplo, temos os investimentos no desenvolvimento dos colaboradores de forma pontual e rentável, tanto para o funcionário quanto para a organização, como treinamentos, integração de novas tecnologias, etc.

Saiba mais sobre a seguir com 7 dicas para montar seu budget de RH.

1. Contratações assertivas

Um processo seletivo que demore muito tempo para ser finalizado significa a redução de produtividade dos colaboradores, já que estes dedicam maior tempo ao recrutamento, gerando grandes custos. Assim, nossa primeira dica é que as contratações sejam realizadas seguindo um cronograma e com critérios bem definidos para a admissão.

 

2. Utilize o banco de horas

O pagamento de horas extras é responsável por uma fatia significativa no orçamento, principalmente aos finais de semana e feriados. Sendo assim, considere a adoção de um banco de horas para aliviar o peso das horas fora do horário regular.

 

3. Terceirize serviços

O outsourcing, ou ainda, terceirização, é uma boa prática para a redução de custos com RH, pois, assim, é possível evitar custos pesados com encargos trabalhistas, além de poder centralizar em uma única empresa processos seletivos, demissionais e de rotina, como exames periódicos.

 

4. Administre o contencioso trabalhista

Ações trabalhistas costumam dar um desfalque financeiro de uma só vez, o que custa muito caro para as empresas. Assim, vale a pena apostar no seguro garantia judicial e em outras medidas preventivas, como a formalização por escrito de toda e qualquer mudança de jornada de trabalho, além daquelas ligadas a pagamentos e concessão de benefícios.

 

5. Evite a rotatividade de talentos

O turnover, ou seja, o índice de rotatividade da empresa, apresenta números bastante elevados no Brasil, segundo estudo da Fecomércio. Isso representa, dentre outras consequências, a perda de produtividade e o aumento dos custos de contratações e demissões, sendo necessário desenvolver políticas e estratégias para a retenção de colaboradores.

O tempo de vacância, ou seja, o período em que a vaga não é ocupada, também é responsável por reduzir a produtividade e lucratividade da empresa.

 

6. Humanize o ambiente de trabalho

No meio corporativo atual, a valorização humana tem tomado cada dia mais novos patamares. Prova disso é a pesquisa da Virgin, que comprova que 78% das empresas consideram o bem-estar dos funcionários essencial para seus planos de negócios. Tal fator contribui na redução de contratações, diminuindo a rotatividade e gerando retenção de talentos para a empresa. Assim, invista em pessoas e diminua possíveis impactos de custos.

 

7. Utilize a tecnologia ao seu favor

A otimização de processos e a tecnologia estão de mãos dadas, afinal, as maiores mudanças atuais são derivadas da recente transformação digital em que vivemos. Dados da Deloitte apontam que cerca de 56% das empresas estão reformulando seus processos para aproveitar melhor o que as novas ferramentas digitais têm a oferecer.

A aquisição de um software de RH vale muito a pena para acelerar processos e otimizar atividades rotineiras. Existem no mercado ferramentas para todas as áreas de RH, como as de envio de e-mails em massa, as de organização de dados, que dispensam planilhas de Excel, e as ferramentas de realização de uma triagem inteligente, como a da Rankdone, poupando o tempo do recrutador. Como todos nós sabemos, tempo é dinheiro, e tal investimento pode reduzir e muito os custos do departamento.

A economia com a gestão de RH é o sonho de consumo de muitos gestores, já que esse é um dos setores mais custosos de qualquer organização, independentemente do ramo e porte. Por isso, noções de budget de RH são tão necessárias, pois auxilia a poupar tempo e recursos, além de trazer resultados ainda mais otimizados.

Estas foram as dicas de hoje para organizar o budget de RH da sua empresa. Quer continuar atualizado a respeito dessas novidades indispensáveis para o setor de RH? Acompanhe nossas páginas no Facebook, no Twitter, no Instagram e no LinkedIn para se informar ainda mais.

Gostou deste artigo? Leia também:

O que é Empowerment? Saiba qual a sua importância

Anterior 7 práticas para entrevistar candidatos à vaga de emprego
Próxima Lançamento Rankdone: mapeamento de perfil comportamental MASP.

About author

Você pode gostar também

Dicas e Novidades

Gamificação nas empresas: saiba a importância para o recursos humanos

A gamificação é um termo que vem do inglês, gamification, e cada vez mais tem sido incorporada pelas empresas. A ideia é seguir o sistema de recompensas de um jogo,

Recursos Humanos

Mapeamento de Competências: Saiba o que é e como elaborá-lo

O mapeamento de competências tem sido muito discutido na área de recursos humanos de muitas empresas devido aos seus benefícios tanto para funcionários que já fazem parte do time quanto

Recursos Humanos

4 motivos para aplicar testes online no seu processo de seleção

Aplicar testes online no seu processo de seleção pode ser essencial para ajudar na escolha mais rápida e eficiente de candidatos. Isso porque esse tipo de teste pode ser feito