Psicologia Organizacional e do Trabalho: o que faz?

Psicologia Organizacional e do Trabalho: o que faz?

Afinal, como motivar funcionários? Esta é uma das principais dúvidas de gestores e que tem ganhado cada vez mais atenção no ambiente corporativo

O fator humano nas organizações tem grande importância quando o assunto é desempenho profissional e produtividade. Promover o bem estar de colaboradores e, assim, melhorar a qualidade de vida no ambiente organizacional é um dos desafios que necessitam de estratégias efetivas.

E, nesse sentido, o caráter psicológico deve ser o foco de pesquisas e avaliações constantes que buscam entender como está o clima organizacional.

Entenda como a psicologia organizacional e do trabalho pode te ajudar a solucionar problemas e incentivar equipes no ambiente de trabalho.

O que é a Psicologia Organizacional e do Trabalho?

Para uma boa gestão de recursos humanos é essencial que o fator humano seja o foco central do planejamento e ações na rotina de uma empresa.

E é justamente nesse sentido que a psicologia organizacional e do trabalho se faz presente no dia a dia: selecionando candidatos e direcionando cargos e funções aos perfis mais adequados.

Nos processos de recrutamento e seleção, o fator humano é avaliado através de testes de perfil comportamental, onde são identificados padrões de comportamento de acordo com a formação pessoal de cada candidato.

Para colaboradores efetivos na empresa, a psicologia organizacional e do trabalho busca adequar avaliações e diagnósticos internos, aplicação de treinamentos para desenvolver habilidades pessoais, além de cuidar da ergonomia organizacional e do funcionamento de equipes de trabalho e processos internos de produção.

A Pirâmide de Maslow nas organizações

Para ter um ambiente organizacional que funcione em prol da produtividade, é preciso entender as necessidades dos colaboradores.

Nesse sentido, a psicologia organizacional e do trabalho conta com o auxílio da Pirâmide de Necessidades criada pelo psicólogo norte americano Abraham Maslow. Ela busca entender o fator humano nas organizações através da hierarquia de necessidades que levam o ser humano a auto realização através das seguintes etapas.

  • A primeira delas, a base da pirâmide, são as necessidades básicas ou fisiológicas de sobrevivência, como comer, beber e dormir;
  • A segunda etapa diz sobre a segurança, onde o sentimento de estabilidade e os benefícios empregatícios, por exemplo, garantem o bem estar e qualidade de vida;
  • A terceira etapa é relacionada a afetividade social e o ambiente de trabalho;
  • A quarta etapa é o reconhecimento, nesse caso, profissional pelas suas competências e desempenho no ambiente corporativo;
  • E a quinta etapa, topo da pirâmide, fala sobre a necessidade de auto realização, o sentimento de competência para si mesmo.

Assim, é possível promover uma gestão de RH eficiente e alinhar a conduta e desempenho organizacional às necessidades de seus colaboradores.

Como atua a Psicologia Organizacional e do Trabalho?

Através do entendimento das necessidades tanto individuais quanto organizacionais e do ambiente de trabalho, a psicologia organizacional e do trabalho atua de diversas maneiras utilizando o fator humano como principal estratégia. Algumas delas são:

  • Recrutamento e Seleção – nos processos seletivos, a psicologia organizacional e do trabalho utiliza de testes comportamentais individuais ou em dinâmicas de grupos dinâmicas de grupos para adequar o perfil comportamental do candidato às necessidades da vaga.
  • Treinamento e Desenvolvimento – identificando as necessidades de aperfeiçoamento técnico através de cursos e treinamentos.
  • Testes comportamentais – tanto para novos colaboradores como em casos de readequação de funções e cargos, buscando também, a escolha mais assertiva em termos de produtividade e desempenho
  • Gestão do clima organizacional – através da pesquisa de satisfação de colaboradores e promover melhorias para o bem estar no ambiente de trabalho.
  • Qualidade de vida no trabalho – pensando no grupo de colaboradores, em cada indivíduo e na relação com a empresa, em busca da redução da taxa de turnover e afastamento por doenças ocupacionais, por exemplo.

Por isso, valorizar a presença da psicologia organizacional e do trabalho nas organizações é garantir o diferencial competitivo através dos recursos humanos e, consequentemente, o aumento da produtividade de uma empresa, uma vez que é responsável por tornar equipes mais coesas, emocionalmente saudáveis e motivadas, além de reter e atrair talentos.

Precisa avaliar os aspectos psicológicos de candidatos a recrutamento e seleção e colaboradores? Saiba quando e como aplicar os testes de perfil comportamental.

Anterior Como conduzir uma entrevista de emprego?
Próxima Teste de perfil comportamental: saiba como e quando aplicar

About author

Joyce Bambach Luiz
Joyce Bambach Luiz 103 posts

Gerente de Marketing e Relacionamento da 4Linux e da Rankdone, com mais de 11 anos de experiência no segmento de tecnologia.

View all posts by this author →

Você pode gostar também

Recursos Humanos

Quais ferramentas usar no processo de recrutamento e seleção?

Se até bem pouco tempo o setor de RH era visto apenas como um departamento pessoal de apoio ao trabalhador, hoje ele vem ganhando espaço nas empresas e tendo seu

Recursos Humanos

A Indústria de Recrutamento vai morrer em 2018

Por Oleg Vishnepolsky Compartilhe este post: Share on Twitter Share on Facebook Share on LinkedIn Share on WhatsApp Share on Email

Recursos Humanos

Saiba a importância e para que serve o Exame Admissional

É sabido que em um processo seletivo são realizados vários testes antes da contratação de um novo colaborador. Faz parte, além da avaliação de perfil e de capacitação profissional, o