Ferramentas de gestão para deixar o seu RH estratégico

Ferramentas de gestão para deixar o seu RH estratégico

Transformar o RH da empresa em estratégico exige a mudança de algumas práticas, hábitos e ferramentas. Essas últimas são essenciais para tornar a transição mais fácil, e para fazer com que a nova visão do RH seja realizada com qualidade. Ferramentas de gestão para deixar o seu RH estratégico são eficientes e devem estar alinhadas com as metas da empresa.

E os benefícios não ficam só no RH: todo o empreendimento sentirá a mudança positivamente, até porque se trata de uma área que afeta todos os setores. Gerar um People Analytics para se ter métricas nas quais o RH estratégico baseia suas decisões é essencial.

Conheça algumas dessas ferramentas de gestão para deixar o seu RH estratégico.

Análise do perfil comportamental

Na hora de selecionar novos talentos, há uma série de avaliações que devem ser feitas – como todo profissional de RH sabe. Uma delas, entretanto, é deixada de lado em muitas empresas, às vezes por falta de permissão do dono. É preciso mostrar a ele, nesses casos, o quanto a análise do perfil comportamental é importante.

Ela determina se o candidato possui habilidades comportamentais para o cargo. Características como gestão de tempo, liderança, boa interação com grupos diversos são exemplos de qualidades pelas quais a empresa deve se basear durante o processo seletivo. Mas ela sozinha não atende. É necessário também a análise das habilidades técnicas do candidato.

Análise das habilidades técnicas

Testes técnicos são fundamentais para seleção de boas equipes e funcionários que performam. Não adianta um talento que não puxa a empresa não sabe lidar com equipes, é arrogante, tem dificuldade de comunicação. Mas também não adianta alguém com o comportamento necessário mas que não tenha as habilidades técnicas necessárias ao cargo.

Se o profissional vai ser o líder de desenvolvimento de software de uma empresa é importante que ele conheça boa parte das tecnologias desta empresa e para isso é necessário se testar este conhecimento. Se o gestor de uma área precisa de uma equipe que conheça finanças e marketing, não adianta trazer pessoas que foram bem na linha comportamental mas não conhecem os conceitos e práticas de finanças, marketing, contabilidade.

É necessário testar essas pessoas para ver se o gestor não vai ter uma equipe que não performa em habilidades técnicas. Existem plataformas que testam estas habilidades técnicas para qualquer tipo de vaga.

Avaliação do desempenho e Incentivo a Capacitação

Quando os funcionários já estão contratados e direcionados em seus cargos, não pense que o trabalho acabou! É muito importante que exista programas de capacitação. Por mais bem preparado que os candidatos sejam, eles não conhecem o funcionamento dos negócios até estarem por dentro deles, e não há tempo a perder esperando pela experiência adquirida. Treinamentos, eventos e afins são ótimos para capacitá-los.

Ao mesmo tempo, é necessário também avaliar o desempenho da equipe, através de pesquisas sobre o clima organizacional, por exemplo. Assim será possível avaliar os funcionários individualmente e em conjunto, bem como o sucesso dos programas de capacitação.

Redes sociais corporativas

A integração entre os setores é parte de uma estratégia mais elaborada e, portanto, parte das ferramentas de gestão para deixar o seu RH estratégico. A maneira mais eficaz de promover essa integração é através de uma comunicação interna bem-feita. Redes sociais corporativas existem justamente para esse propósito!

Elas estabelecem um ambiente ao mesmo tempo profissional e descontraído, no qual os colaboradores sentem que são ouvidos e podem realmente interagir uns com os outros. Além de melhorar todo o ambiente de trabalho, ainda reduz os erros de comunicação e faz com que a interação entre diferentes setores seja mais natural.

Plataformas de recrutamento e seleção

Uma das principais ferramentas de gestão para deixar o seu RH estratégico, as plataformas de recrutamento são essenciais para quem precisa otimizar o tempo gasto em processos seletivos.

Todo profissional de RH sabe como a contratação é demorada – entrevistas, testes, dinâmicas… e ainda há o risco de o funcionário não ser o que se esperava. As plataformas digitais de recrutamento ajudam nisso tudo, ao filtrar os candidatos online antes de mandá-los para uma seleção pessoal. Boa parte dos gastos que seriam feitos são cortados, e as chances de contratar uma pessoa pouco capacitada para a vaga caem drasticamente.

Anterior Como ter um RH estratégico na sua empresa
Próxima Como testar candidatos online

About author

Joyce Bambach Luiz
Joyce Bambach Luiz 103 posts

Gerente de Marketing e Relacionamento da 4Linux e da Rankdone, com mais de 11 anos de experiência no segmento de tecnologia.

View all posts by this author →

Você pode gostar também

Recursos Humanos

Além do currículo: outras opções para o processo seletivo

Contratar um profissional qualificado e que esteja dentro dos padrões desejados pela empresa, demanda sempre um tempo muito maior do que o desejado, o que acaba fazendo do processo algo

Recursos Humanos

Conheça 3 ferramentas que tornam a seleção de pessoal mais eficiente

A rotatividade de funcionários em uma empresa, conhecida como turnover, quando em altas taxas é extremamente prejudicial pois, além de desmotivar os funcionários e diminuir a produtividade, a rescisão de

Recursos Humanos

Mapeamento de Competências: Saiba o que é e como elaborá-lo

O mapeamento de competências tem sido muito discutido na área de recursos humanos de muitas empresas devido aos seus benefícios tanto para funcionários que já fazem parte do time quanto