Como otimizar o processo de seleção de pessoas?

Como otimizar o processo de seleção de pessoas?

Muitas vezes o processo de seleção demora muito mais do que o desejado, aumentando os custos, demandando muito tempo enquanto a vaga fica aguardando ser devidamente preenchida com o profissional adequado. Essa demora é bastante comum em processos seletivos tradicionais, hoje a tecnologia avança para dinamizar as etapas e chegar a um resultado ainda mais assertivo do que o esperado.

Para muitos departamentos de recursos humanos pouco houve de evolução desde os anúncios feitos em portões de fábrica e muros, seguidos de publicações em jornais, que acumulavam centenas de pessoas para apenas uma vaga. Era preciso avaliar cada pessoa até chegar a triagens que levassem aos perfis mais adequados a procura. Hoje a evolução vem proporcionando uma dinâmica muito diferente desse tempo, principalmente com a inclusão de softwares para otimizar tempo e dinheiro. E tem sido ótimo para candidatos, empresas e recrutadores.

Quer saber como otimizar o processo de seleção de pessoas? Veja nossas dicas abaixo.

Employer Branding

Ter uma boa reputação é fundamental para atrair talentos em processos seletivos. Num cenário tão competitivo quanto o atual, é preciso ter atrativos significativos que façam o candidato realmente desejar ocupar essa vaga e fazer parte do quadro de funcionários. Esse conceito se chama “employer branding”, definido em RH como um conjunto de técnicas que reforça a imagem da empresa como sendo boas empregadoras.

Para concretizar esses conceitos o RH é o responsável por gerenciar as ações e deve se aliar também ao marketing, comunicação e assuntos corporativos. Eles identificarão os pontos mais fortes da empresa e que são mais atrativos para os novos talentos, assim como diferenciais dentro do mercado. Tudo para diminuir ainda mais a taxa de rotatividade e captar funcionários empenhados em fazer parte do grupo.

Além da boa remuneração, a empresa também pode focar em oferecer oportunidades de aprendizado, planos de carreira, benefícios, flexibilidade de horários, ações sociais e um ambiente de trabalho amistoso e confortável. O RH pode indicar os itens mais procurados pelos possíveis talentos e o quanto essas escolhas podem impactar na procura de vagas.

Clareza nos objetivos da empresa

Para otimizar o processo de seleção de pessoas, não basta apenas identificar a necessidade de uma vaga, é preciso defini-la e, principalmente, saber que tipo de profissional deseja que a ocupe. São muitos os aspectos que precisam ser avaliados, como formação acadêmica, necessidade de cursos adicionais, se o profissional precisará de uma outra língua estrangeira para exercer o cargo, até motivos como distância da empresa e disponibilidade para viagens. Mas a análise também tem um foco cultural, já que o candidato precisa ser adequado a filosofia da empresa e as pessoas que fazem parte do corpo de funcionários.

Só após todas essas definições será possível definir onde procurar esse profissional, quais as redes mais propícias a encontrá-los e onde haverá uma resposta mais imediata e qualificada.

Invista no digital

O meio digital pode se tornar um grande aliado para o RH, otimizando tempo e custos, agilizando o processo seletivo e dando mais segurança, tanto para a empresa quanto para os próprios candidatos. Mesmo que a dinâmica pareça simples, disponibilizar uma vaga e encontrar o candidato certo requer muita habilidade e empenho.

Os mecanismos digitais disponíveis podem incluir testes de conhecimento e de análise comportamental do candidato. Ele pode acessar a plataforma indicada e fazer seu teste, que será imediatamente enviado para o recrutamento e analisado. Esses testes são muito úteis para otimizar o processo de seleção de pessoas, inclusive valorizando a marca com a demonstração de modernidade e velocidade nos resultados.

Conhecer o perfil e as competências do seu candidato

As técnicas utilizadas pelo RH devem realizar uma triagem nos currículos, mas sem perder o conhecimento sobre os candidatos disponíveis. Focar apenas em menções pode desperdiçar um candidato em potencial e prejudicar a seleção. Os testes de conhecimento e comportamento são ótimos para identificar detalhes não percebidos no currículo.

Conhecer bem o candidato e o que ele tem a oferecer permite direcionar pessoas realmente adequadas a vaga. O que imediatamente reflete na otimização de tempo, de custos e de satisfação das partes. Além da possibilidade de diminuir ainda mais o índice de profissionais demitidos ou que pedem demissão por falta de adequação à vaga.

Anterior Conheça 3 plataformas de testes para gestores de RH
Próxima Quais ferramentas usar no processo de recrutamento e seleção?

About author

Joyce Bambach Luiz
Joyce Bambach Luiz 185 posts

Gerente de Marketing e Relacionamento da 4Linux e da Rankdone, com mais de 11 anos de experiência no segmento de tecnologia.

View all posts by this author →

Você pode gostar também

IA e Recursos Humanos

Como contratar os melhores profissionais de TI?

O Tech Recruiter tem uma missão de muita responsabilidade nas mãos: conseguir os melhores profissionais de TI no mercado para determinada empresa. Muita coisa está em jogo, já que essa

Recursos Humanos

Como utilizar a gamificação nos processos de seleção e recrutamento de candidatos

Não é novidade nenhuma afirmar que o que há de mais valioso em uma empresa são as pessoas. Os funcionários são os responsáveis por fazer tudo acontecer e ainda garantem

Recursos Humanos

Como ter um RH estratégico na sua empresa

Foi-se o tempo em que a área de RH era fechada em si, focada em algumas funções relacionadas a recrutamento e departamento de pessoal. Em empresas que prezam pelo crescimento,